A importância da renovação de frota no TRC


Ao longo do último ano, tenho destacado em meus artigos, a importância do segmento do transporte rodoviário de cargas para a economia brasileira. Ao todo, o TRC é responsável por quase 60% de tudo aquilo que é movimentado no país, além de ser o principal meio de abastecimento da indústria e comércio. Essa importância também é acompanhada de muita responsabilidade, os caminhões percorrem todas as estradas e rodovias brasileiras e impactam a vida de todos, seja no caminho ou no final de sua rota, fazendo as entregas e por isso quero falar sobre um assunto fundamental para o setor e sociedade como um todo: a renovação de frota.


Fiz algumas pesquisas e encontrei dados da CNT, que ouviu 1.066 motoristas, e mostrou que a idade média dos caminhões chega a 15,2 anos. Isso é 1,3 ano a mais do que o apurado na edição de 2016 da mesma pesquisa, quando a idade média dos veículos conduzidos pelos entrevistados alcançava 13,9 anos.


O estudo indicou que tanto os veículos de caminhoneiros autônomos quanto nos conduzidos por empregados de frota envelheceram. Dos autônomos passaram de 16,9 anos, em 2016, para 18,4 anos, em 2019 e dos veículos de empresa passaram de 7,5 anos para 8,6 anos.


Esse envelhecimento da frota é extremamente preocupante, visto que um veículo acima dos 10 anos possui características mecânicas e de projeto muito diferentes da tecnologia atualmente disponível, o que põe em xeque a qualidade dos serviços e principalmente a segurança dos motoristas nas estradas. Um veículo mais velho requer mais manutenção e com isso ficam mais suscetíveis a falhas humanas.


De forma geral, a renovação de frota trás diversos benefícios para as empresas. Entre eles estão:


- Atualização tecnológica: Como falei anteriormente, um veículo atual possui muito mais tecnologia embarcada do que um caminhão de 5/10 anos atrás. A cada ano as montadoras inovam e trazem tecnologias que aumentam a produtividade, segurança, conforto e consequentemente a qualidade do serviço entregue.


- Melhora de performance e aumento de produtividade: Quanto mais velho um veículo, mais manutenção ele precisará. Ter um plano de renovação de frota pode ter um maior custo para a empresa em um primeiro momento. Porém, veículos novos darão para a sua operação uma melhora de performance e aumento de produtividade, alcançando novas possibilidades.


- Segurança: É inegável que um veículo novo traz uma segurança muito maior para o motorista e para os demais veículos nas entradas. Com a tecnologia atual, o treinamento do motorista e um veículo em bom estado, o transporte se torna muito mais seguro. Esse tópico é com certeza o mais importante dos três benefícios da renovação de frota.

Na TransJordano, temos um padrão de renovação de frota de dois anos e meio no máximo e atualmente, nossa média de renovação é de 2,1 anos. Entendemos, aqui dentro da empresa, que para conseguirmos atingir nosso objetivo, que é abastecer o mercado com segurança, precisamos das tecnologias avançadas e consequentemente de veículos que não percam tempo em manutenção.


Infelizmente, no Brasil não possuímos uma lei de renovação de frota, essa é uma enorme busca e luta do TRC. Não podemos admitir veículos de 15, 20 anos rodando as estradas e levando consigo cargas caríssimas e que podem interferir na vida de centenas de pessoas. A profissionalização do TRC e a mudança do olhar da sociedade para o setor passa, primordialmente, pela renovação de frota.


Joyce Bessa, Head de gestão estratégica, finanças e pessoas na TransJordano

0 comentário