A logística por trás da distribuição de urnas eletrônicas


Muito se discute sobre o processo eleitoral, e agora, com as eleições municipais, vários questionamentos permeiam nossa mente. Entretanto, devido ao contexto no qual estamos inseridos, e a excelência de nosso segmento, devemos saber como o principal instrumento que permite o registro de nossas decisões, é transportado.


Entre algumas leituras e pesquisas, pude observar que as urnas possuem procedimentos padrão, que passam por quatro etapas envolvendo as atividades de transporte, e outras relacionadas, como armazenagem e processamento de pedidos. A atividade acontece durante todo o processo eleitoral, seja na distribuição e recolhimento das urnas, ou nos locais das quais foram recolhidas inicialmente.


Outra questão interessante, é sobre a existência de garantias no processo de contratação das empresas, que é assegurada pela Lei nº 8.666/93, que dita regras para as contratações públicas.


Os benefícios dos processos de logística são imensos, e não seria diferente no caso das urnas, uma vez que tem a responsabilidade de garantir o pleno funcionamento delas.


Com isso, devemos mais uma vez saudar o trabalho dos transportadores. Presentes em todas as vertentes, setores e segmentos do país. E claro, não poderiam ficar de fora do maior processo democrático.


Lucas Scapini, Diretor Comercial do Grupo Scapini


0 comentário