Brasil como maior exportador de grãos do mundo


Atualmente, o Brasil vem ganhando posições de destaque no mercado internacional, tanto na produção quanto na exportação de produtos. De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em apenas dez anos a participação do nosso país saltou de US$ 20,6 bilhões para US$ 100 bilhões, evidenciando alimentos como: carne, soja, milho, algodão e produtos florestais.


Diante disso, comecei a pesquisar mais sobre este importante assunto. Em 2020, o maior exportador de grãos foram os Estados Unidos, com 138 toneladas, e o Brasil veio logo depois, com 122 toneladas. Com essa ótima evolução no cenário brasileiro, a Embrapa acredita que o país deve continuar ampliando sua contribuição para o abastecimento mundial, a ponto de se tornar, nos próximos cinco anos, o maior exportador de grãos do mundo.


Não tenho dúvidas de que o Brasil, em poucos anos, alcançará o marco de líder como produtor e exportador do mercado internacional e, quando chegar a esta posição, será responsável pela alimentação de toda a população. Com esse crescimento vertiginoso da fabricação agrícola, é necessário prepararmos nossa logística para suportar essa demanda.

Dado isso, é evidenciado a importância do transporte para esse segmento, como já presenciamos em diversos momentos. Imaginem que sem ele os alimentos não chegariam às prateleiras dos estabelecimentos e, por isso, é imprescindível que a condução desses produtos seja feita de uma forma totalmente cuidadosa e por uma empresa idônea. Caso contrário, é colocado em risco a qualidade e conservação das mercadorias, podendo afetar, inclusive, a saúde de seus consumidores.


De qualquer modo, o avanço do agronegócio brasileiro é extremamente significativo para o desenvolvimento da nossa economia, visto que é fundamental para o progresso do país. Nos últimos anos, esse setor ganhou holofotes com os sucessivos recordes de produção e geração de oportunidades em diversas regiões.


O Brasil sempre foi um dos principais países no que diz respeito à produção de grãos e temos observado ano após ano grandes metas batidas nas exportações dessas commodities. O aumento da demanda global por alimentos, principalmente da China, fez com que o nosso país, neste ano de 2021, tivesse os seus melhores resultados e certamente continuará neste ritmo, tendo em vista que, para o país, o agronegócio é a principal fonte de riqueza. Além disso, devemos valorizar o avanço e reconhecer estas grandes conquistas do nosso território.


Luiz Gustavo Nery, Diretor Comercial no Grupo Rodonery

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo