Cuidados especiais no transporte e coleta de produtos químicos


Quando falamos em transporte e coleta de produtos químicos e perigosos, é imprescindível chamar atenção para os cuidados especiais exigidos pelo segmento. Por se tratar de materiais que representam riscos ambientais e à saúde das pessoas, há uma extensa legislação que os cercam.


Ao meu ver, todos estes requisitos têm sido essenciais para uma melhor manutenção do setor, já que os acidentes nas estradas envolvendo o transporte de produtos perigosos vêm sofrendo uma queda acentuada nos últimos anos. De acordo com dados levantados pela Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abicolor), a frequência deste tipo de acidentes registrada em 2017 foi de 0,30 a cada mil viagens no setor de cloro-álcalis, ao passo que em 2006 este registro chegou a 1,46.


Ao longo desses anos, venho percebendo como é primordial que a transportadora ofereça segurança a seus clientes, tanto operacional, quanto documental. Esse tipo de transporte requer mão de obra especializada, já que os motoristas precisam receber treinamentos específicos para cada tipo de produto transportado. Vale ressaltar que é necessário que o profissional possua o certificado MOPP, que consiste em uma especialização sobre movimentação e operação de produtos perigosos.


Para proporcionar uma segurança maior neste tipo de transporte, as transportadoras devem estar constantemente atualizadas, de modo que estamos debaixo de mais de 400 leis, decretos, resoluções, normas e portarias. É um trabalho incessante, ainda mais se considerarmos as legislações específicas aplicadas por cada estado e município.


Por este motivo considero o Projeto 25 da ABTLP (Associação Brasileira de Transporte e Logística de Produtos Perigosos), do qual faço parte, extremamente importante para o setor. Através dele discutimos tópicos relevantes e organizamos alguns eventos, possibilitando que os associados se mantenham sempre informados sobre legislações e normas técnicas que afetam direta e indiretamente o segmento.


Além de garantir treinamentos e estar incessantemente atualizado quanto às normas, temos implementado determinadas tecnologias para garantir ainda mais a segurança durante os processos. Assim, na Zorzin Logística contamos com um departamento de Gerenciamento de Riscos, onde é realizado um monitoramento de carga via satélite, desde a coleta do produto até o retorno do caminhão vazio à nossa base.


Para finalizar, gostaria de destacar o uso de aplicativos para controle de jornada dos motoristas. Deste modo, podemos realizar uma boa gestão das horas em direção, paradas para refeição e descanso, início e fim de jornada, além do controle do descanso intrajornada.


Vale lembrar que na Zorzin optamos por não rodar após as 22h, por questão de segurança. Levamos muito a sério o controle de jornada e cumprimos à risca todos os descansos que o motorista profissional deve ter para que possa operar de modo seguro. Hoje, devido a todos esses controles, estamos há muitos anos sem nenhuma ocorrência de acidente na empresa, o que é uma grande vitória para nós.


Gislaine Zorzin, Diretora Administrativa da Zorzin Logística

0 comentário