De VUCA a BANI: a constante mudança na classificação do mundo


Hoje gostaria de comentar sobre um tema que debati na minha pós-graduação de gestão de negócios com foco em transporte no Instituto de Transporte e Logística (ITL), a transição do mundo VUCA para o mundo BANI. Primeiro, precisamos entender o que são essas siglas. Volatility, Uncertainty, Complexity e Ambiguity (em português: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade), formam o acrônimo VUCA, termo empregado pelos militares dos EUA na década de 90, e posteriormente difundido entre diversas empresas e instituições, que tenta entender e classificar um mundo pós-Guerra Fria. Para ficar ainda mais claro, vamos analisar mais profundamente o significado de cada palavra do acrônimo:

  • Volatilidade: essa palavra ilustra a velocidade em que ocorrem mudanças em cenários políticos, empresariais etc.

  • Incerteza: devido a volatilidade e o dinamismo do mundo, a incerteza é presente a todo momento.

  • Complexidade: um mundo volátil que gera incerteza se torna complexo de ser entendido.

  • Ambiguidade: como já ficou perceptível, as palavras vão se juntando e dando sentido para as seguintes, um mundo volátil, incerto e complexo, é um mundo ambíguo, difícil de ser previsto.

Com um mundo cada vez mais digital, intensificado ainda mais pela pandemia, se fez necessário um novo acrônimo para classificar a atualidade: BANI, Brittle, Anxious, Nonlinear e Incomprehensible (em português: frágil, ansioso, não linear e incompreensível):

  • Frágil: a volatilidade se torna tão extrema que tudo se torna frágil, inconstante, possível de chegar ao fim a qualquer instante.

  • Ansioso: as incertezas e inseguranças se intensificaram tanto, criando um cenário cada vez maior de medos e ansiedade sobre o futuro.

  • Não linear: desconexão entre causa e efeito presente na atualidade.

  • Incompreensível: o excesso de informação transforma o mundo ambíguo em incompreensível.

Mas afinal, qual a importância de sabermos disso? Essa compreensão de como o mundo se estrutura com o passar do tempo é importante para as empresas e instituições traçarem estratégias diante de um cenário que tende sempre a inconstância, dinamismo e imprevisibilidade, além da reflexão sobre qual mundo estamos construindo.

Geovani Serafim, Fundador Presidente da Serafim Transportes & Logística

0 comentário