ISO: a digitalização que o Transporte de Cargas Brasileiro necessita


Recentemente, através de um amigo em comum tive a oportunidade de conhecer Brian Cristol, Charlie Bergevin e John Stauffer, em uma visita ao Vale do Silício, onde eles me contaram sobre o projeto em que vinham trabalhando para resolver uma das maiores dores do setor de Supply Chain como um todo. Naquele bate papo informal, logo vi que dali poderia nascer uma empresa com enorme potencial de crescimento e com condições de expandir mundialmente.


Semana passada tive a ótima notícia que aquela ideia realmente saiu do papel e que a startup chamada ISO foi oficialmente lançada ao mercado. Criada pelos cofundadores do Uber Freight (Uber de Fretes), o negócio tem como objetivo digitalizar a cadeia de suprimentos sendo a primeira solução de gerenciamento de desempenho colaborativo envolvendo todos os elos da cadeia de abastecimento. 


No cenário atual, para os varejistas, não ter produtos disponíveis pode significar a perda de clientes para o resto da vida. Para os embarcadores que atendem a esses varejistas, as expectativas e consequências sobre o desempenho da cadeia de suprimentos nunca foram tão altas. A logística é a tábua de salvação para qualquer empresa que tenta acompanhar a oferta e a demanda.


Alimentado por dados de desempenho hospedados em nuvem, a ISO facilita o processo para que os embarcadores e seus parceiros possam medir, monitorar e gerenciar as principais métricas de desempenho para melhor atender seus clientes ao longo do processo. A ISO (nome que remete a “isometric”), tem como principal função, fechar as lacunas, conectando todas as partes da cadeia em uma única plataforma baseada em nuvem, além de agregar os conjuntos de dados em torno do serviço, trazendo visibilidade e credibilidade para o processo. O software colaborativo, ajuda a todas as partes envolvidas a terem uma abordagem proativa, ajudando a otimizar os processos e a corrigir os pontos errados.


Com as exigências do setor cada vez mais altas, a ISO vem auxiliar as organizações a economizar dinheiro à medida que compreendem o custo efetivo de fazer negócios com seus parceiros. Sabemos que no cenário brasileiro a situação não é diferente disso, e cada vez mais os requisitos de atendimento serão decisivos na hora de um embarcador ou varejista selecionar seu parceiro. Com isso, não tenho dúvidas que muito em breve precisaremos de uma solução como esta. Vejo na ISO um futuro brilhante nos setores de transporte e logística.


Fica aqui minha dica e, até mesmo um convite caso a ISO tenha planos para desembarcar no mercado brasileiro. Contem conosco, pois soluções inovadoras como estas devem ser sempre incentivadas para o desenvolvimento do nosso setor. Para aqueles embarcadores que buscam por inovação e gostariam de saber mais a respeito do produto e futuras parcerias estratégicas com a ISO no Brasil, podem me contatar aqui nas redes sociais ou entrar em contato direto com o time ISO através do e-mail: ola@iso.io


Para saber mais, acesse o link: https://medium.com/@iso.io/introducing-iso-a18ea513850f


Marcos Teixeira, Diretor da Costa Teixeira Logistics

0 comentário