Logística por trás do transporte de combustíveis

Atualizado: 22 de Dez de 2020


De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, a população brasileira consumiu aproximadamente 145 bilhões de litros de combustíveis e 52 bilhões de litros de diesel entre 2019 e 2020. Ainda de acordo com a ANP, somente o Transporte de Cargas é responsável por consumir aproximadamente 39 bilhões de litros de diesel.


Porém, antes mesmo dos combustíveis estarem disponíveis para consumo, eles passam por um longo e minucioso processo de transporte. A maior parte de toda a logística de combustíveis no Brasil é realizada através do sistema rodoviário, portanto, uma alta porcentagem da gasolina, etanol e diesel que abastecem os veículos dos brasileiros é realizada por caminhões.


Por se tratar de produtos considerados perigosos, o transporte de combustíveis possui características únicas, principalmente com relação às regulamentações. O transporte de produtos inflamáveis, categoria onde entram os combustíveis, requer que os motoristas responsáveis possuam o curso MOPP – Movimentação e Operação de Produtos Perigosas. Além disso, o transporte desses produtos é dividido em dois tipos de carga:


- A granel, produtos líquidos, como os combustíveis;


- Fracionada, embalagens, contentores intermediários para granel (IBCs), embalagens grandes, tanques portáteis e Contentores de Múltiplos Elementos para Gás (MEGCs);


Existem muitos certificados necessários para este transporte, os mais usuais são Certificado para o Transporte de Produtos Perigosos - CTPP; Certificado de Inspeção Veicular - CIV e do Certificado de Inspeção para o Transporte de Produtos Perigosos – CIPP.


Até chegar ao destino, os combustíveis passam por diversos processos. Da refinaria, eles são transportados para distribuidores, que dispõe das bases primárias e secundárias para a armazenagem desses produtos, e então o produto é transportado até o consumidor final.


Para que todo esse transporte seja feito de forma segura e adequada, o embarcador precisa utilizar o caminhão correto. Na TransJordano usamos os equipamentos bitrem e rodotrem (mais conhecido como 9 eixos) para aumentar a nossa capacidade de transportes, mas além desses, existem caminhões tanque, baú, basculante, sider e porta-contêiner. As opções variam de acordo com o produto transportado.


Por fim, a logística dos combustíveis no Brasil possui uma importância pouco conhecida da maior parte da sociedade. Os números citados no início do texto mostram a importância do segmento de combustíveis e conhecer os processos e particularidades valorizam essa atividade.


Joyce Bessa, Head de Gestão Estratégica Finanças & Pessoas na TransJordano

0 comentário

© 2023 por Equipe de TI do IT.