O contexto histórico dos aviões


Hoje considerado um dos transportes de carga e pessoa mais seguros, os aviões passaram por diversas mudanças ao longo da humanidade para chegar ao que conhecemos agora. Por isso é interessante lembrarmos um pouco da história de um dos transportes mais complexos já criados.


O avião é com certeza uma das maiores invenções do mundo. O ser humano sonha em voar desde os tempos antigos, os primeiros registros já aparecem na Grécia Antiga com um pombo de madeira e 300 a.C. na China com a pipa. E durante milhares de anos o homem tentou voar, foram tantas tentativas falhas que muitos acreditavam ser impossível.


O grande primeiro marco da aviação foi Santos Dumont e os irmãos Wright que trouxeram a aviação para outro nível. Apesar das discussões de quem foi que fez o avião decolar primeiro, é inegável que ambos contribuíram para a evolução aérea. Santos Dumont voou com um dirigível, o famoso 14-bis, voando por 21 segundos em uma distância de 200 metros e a 6 metros de altura na máquina. Ele foi essencial na História do Avião por inventar uma aeronave que não precisava de impulso para voar. Enquanto isso, os irmãos Wright criaram o Flyer, uma aeronave em que o piloto conseguia controlar e mantê-la estável, mas precisava de uma ajudinha para decolar.


Com o passar dos anos outras pessoas mostraram feitos que ajudaram na evolução dos aviões, mas foi a Primeira Guerra Mundial, que eles começaram a ser usados em larga escala. A Itália foi o primeiro país a usar aviões com finalidade militar. Durante tal período a tecnologia empregada nos aviões teve avanços significativos para a história.


E assim surgiram os primeiros voos comerciais, principalmente na Europa, ligando Londres e Paris a outras capitais do velho continente, para aproveitar as aeronaves construídas da guerra. Porém o público ainda associava muito a imagem do avião a aos bombardeios, além de ainda não apresentar vantagens em relação ao tempo e velocidade.


Então em 1917 nos Estados Unidos, o governo resolveu desenvolver uma linha postal experimental que durou até meados de 1920. Depois terceirizou o serviço, dando origem às primeiras companhias aéreas do país. No Brasil, a primeira empresa a transportar passageiros foi a Condor Syndikat, e em junho de 1927, foi fundada a Viação Aérea Rio-Grandense (Varig).


A chegada da Segunda Guerra Mundial traz grandes avanços tecnológicos. Os aviões já conseguem transportar mais gente e trazem desenvolvimento suficiente para que, em 1952, os motores a jato fossem construídos dando início a aviação comercial. No final do século XX, a Boeing e a Airbus passaram a dominar o mercado mundial de grandes jatos. E em 2009, começa a voar os gigantes Airbus A-380, com capacidade para 500 passageiros, daí em diante diversas companhias começaram a surgir.


Thaís Bandeira, Sócia proprietária na KODEX EXPRESS

0 comentário