Por que os hobbies são importantes para o desenvolvimento pessoal e profissional?


Com a correria do dia a dia, se tornou comum não encontrar tempo para atividades particulares, mesmo sabendo da importância que elas possuem para o nosso desenvolvimento pessoal e profissional. Portanto, neste artigo, trago algumas reflexões sobre o valor em ter programas leves e prazerosos para conciliar com a rotina, os chamados “hobbies”. Assim, também vem a ser um lembrete para eu sempre colocar em prática aquilo que me faz bem.

Eu vejo que ter um hobby é como se fosse uma válvula de escape para tudo aquilo que nos consome negativamente. Em um mundo onde os ambientes de trabalho são mais complexos, a saúde da sociedade está afetada e até mesmo sentimentos internos estão mais aflorados, ter um momento de relaxamento e tranquilidade para esquecer essas questões é muito mais do que necessário.

Para isso, psicólogos explicam que para os benefícios dessas atividades serem mais concretos, elas precisam ser colocadas como prioridade dentro da rotina, ou seja, estabelecer dias e horários adequados para que ocorra esse momento, sem permitir que outros compromissos ou pessoas atrapalhem-o. Quando fazemos uma tarefa que gostamos, nosso nível de endorfina aumenta e, por isso, nos sentimos mais felizes e dispostos.

Atualmente, meus principais hobbies são viajar, conhecer novos restaurantes, encontrar com amigos e andar de jet ski, tudo com o máximo de cuidado em relação ao momento que estamos vivendo diante da covid-19, onde precisamos estar mais limitados. Além disso, também quero implementar nessa lista atividades físicas e aumentar o meu hábito de leitura, ainda este ano.

Com corpo e mente mais relaxados, conseguimos lidar com as adversidades do dia a dia com mais clareza, afinal estamos mais conectados consigo mesmo e isso se torna uma porta aberta para o autoconhecimento e para os controles emocionais. Junto a isso, conseguimos enxergar um cenário onde lidar com os assuntos profissionais se torna mais coerente e o nosso desenvolvimento se impulsiona.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, estar 24 horas por dia trabalhando, lendo e-mails e fazendo ligações a todo momento, não significa ter um rendimento maior. Pelo contrário, pode fazer com que tenha mais desgaste e a produtividade diminua gradativamente. Por isso é importante ter o seu momento de lazer e priorizar os programas que mais gosta. Somente assim podemos alcançar a plenitude e a evolução constante. É uma via de mão dupla e de equilíbrio. Luiz Gustavo Nery, Diretor Comercial do Grupo Rodonery

0 comentário