Preço x Valor: o que levar em conta ao contratar um serviço de transporte


Contratar um serviço de transporte de cargas e logística envolve diversos fatores que complementam sua relevância e a experiência final do cliente. Muitas pessoas focam apenas no preço que está estipulado para tal operação, sem levar em conta os elementos necessários para chegar a este custo, como também esquecem dos valores que são empregados para garantir os melhores atendimentos. Nessa hora devem entrar as avaliações para saber o que realmente levar em conta, e eu acho importante analisá-las neste artigo.

O embarcador, antes de julgar o preço cobrado por uma transportadora, precisa ter conhecimentos sobre os gastos inerentes à atividade de transporte, isto é, ele não pode dizer se está barato ou caro se não sabe quanto custa um caminhão, quanto está o litro do diesel, quanto está o preço de um pneu, quantas pessoas são necessárias para uma operação de transporte, quanto ganha um motorista, qual a carga horária permitida para um condutor, etc.

Eu acredito que não é correto simplesmente falar se o preço é alto ou baixo apenas por uma comparação de mercado, pois, muitas vezes, as empresas comparadas não tem o mesmo tipo de custo, tendo em vista que, muitas delas, não pagam impostos, não contratam seguro, descumprem o PGR, entre outras questões. Portanto, é preciso entender primeiro como se forma o custo para depois avaliar o preço da operação.

Por outro lado, para verificar o valor proporcionado por uma transportadora, é importante que o cliente faça uma análise muito mais ampla do que somente o preço pago pela operação, como avaliar todo o planejamento que foi empregado, a capacidade de resolução de problemas, o Know How (Saber-Fazer) da empresa e dos responsáveis pela operação, a experiência da companhia no mercado, a seriedade no cumprimento das regras de risco, o fluxo de informação sobre o processo (follow up), a disponibilidade de equipamentos para o atendimento e, principalmente, o comprometimento com a segurança da mercadoria e de todos os envolvidos.

De modo geral, precisam primeiro entender como funciona a atividade de transporte, quais são os requisitos indispensáveis, quais veículos devem ser utilizados, quais regras de seguro são exigidos, quais certificações são necessárias para cada tipo de carga, quais tecnologias estão presentes nas atividades, para, assim, começar a trilhar aquilo que acredita ser mais relevante na hora de contratar o serviço que deseja.

São inúmeros pontos que devem ser examinados cautelosamente e a empresa que se preocupa com todos eles, com certeza, conseguirá alcançar cada vez mais espaço no mercado e conquistará clientes confiáveis que apostam e acreditam em suas atuações, assim como o Grupo Rodonery se preocupa diariamente.


Luiz Gustavo Nery, Diretor Comercial no Grupo Rodonery

0 comentário