top of page

Qualidade no serviço de transportes é importante, mas quando se trata de transporte de vacinas é ess


Em nossa rotina, fica evidente a importância da qualidade dos serviços que prestamos, em todos os âmbitos. Desde a logística à segurança; do empacotamento correto à entrega dentro do prazo, o universo de desafios e cenários que se desenrolam quando se trata de uma “simples entrega” para muitos é o que nos motiva a melhorarmos a cada dia.


No ano de 2020 tivemos de nos revolucionar, pensar na qualidade e na segurança de uma maneira jamais vista devido a pandemia da Covid-19 no Brasil e no mundo. Agora, quando o mundo mira aos olhos as tão esperadas vacinas, é dever do setor de cargas transportá-las com o maior cuidado possível.


O grande desafio é fazer toda essa distribuição da vacina de forma ágil, econômica e segura. Aqui estão algumas das especificações sobre a conservação das vacinas contra o novo coronavírus aplicadas no Brasil:

As vacinas de Oxford e da Sinovac necessitam de uma temperatura entre 2°C a 8°C graus. A vacina da Pfizer é a mais sensível das três, que armazenada entre 2°C e 8°C dura apenas cinco dias.


As especificidades de cada componente biológico devem ser levadas em conta na logística do trajeto e do veículo escolhido. Com isso, a qualidade no transporte das vacinas tem de ser a perfeição. É nosso dever como empresas recorrermos à tecnologia necessária e, as que não se atualizarem às necessidades do mercado, ficarão para trás.


A Kodex já possuía as licenças necessárias para transporte de termolábeis, buscamos um entendimento meticuloso das necessidades do transporte para cada tipo de vacina contra a Covid-19, como temperatura adequada, tipo de embalagem e manuseio, além de estudo de rotas e tamanho de veículos adequado para cada região e urgência. Além dos veículos refrigerados de pequeno porte que controlam no painel a temperatura adequada, adquirimos sensores da PACKID que monitoram em tempo real a temperatura do baú e mapeiam em toda a viagem os indicadores, gerando relatórios valiosos e validando a qualidade no transporte.


É preciso reforçar que o Brasil é um país de proporções continentais e, mesmo com toda a dificuldade de realizar a entrega em diversas regiões do território, é nosso dever e é isso que sabemos fazer de melhor. Por meios aéreos, hidroviários ou rodoviários, a entrega deve ser feita pois somos essenciais e, agora, mais do que nunca.


Thais Bandeira Cardoso, Sócia Proprietária da Kodex Express

0 comentário

Comments


bottom of page