Tecnologia no mundo jurídico: um dos legados da pandemia


A pandemia representou, de fato, muitos desafios a todas as pessoas e em todos os segmentos econômicos. Entretanto, já que estamos caminhando, mesmo que em velocidade diversa da qual desejamos, para o controle desta situação sanitária caótica, com efeitos nefastos para a saúde humana, sociedade em geral e economia, nos cabe ressaltar seus impactos positivos, sobre os quais devemos nos agarrar e implantar mudanças que pouco tempo atrás achávamos impossíveis ou inexequíveis.


No mundo jurídico, onde transito há mais de 20 anos, notadamente quando tratamos do contencioso (processo em andamento) são notáveis alguns benefícios que a pandemia proporcionou a todos os envolvidos.


Um dos principais legados positivos que esse momento de isolamento e distanciamento social ensinou para o mundo jurídico foi a utilização adequada da tecnologia. Hoje, é uma realidade e uma prática corriqueira a realização de audiências na modalidade telepresencial, que trazem inúmeras vantagens, tais como:


- Pontualidade;

- Redução de custos com deslocamentos e às vezes estadia;

- Aumento da produtividade, uma vez que não há necessidade de ida até os fóruns, que muitas vezes sofrem com atrasos e cancelamentos das audiências;

- Celeridade processual;

- Possibilidade da realização de acordos em 1º audiência, já que estão sendo priorizadas audiências de conciliação.


Ainda podemos citar impactos na sociedade geral, pois havendo menos deslocamentos das partes, menos veículos circulam e há ganhos ao meio ambiente e à mobilidade urbana. É importante observarmos como tudo se conecta e ganhos em um setor específico se tornam positivos para outros setores no geral.


Durante esse período de mudanças e transformações, ficou escancarado como a tecnologia é imprescindível no mundo jurídico, o quanto ela facilita e traz benefícios enormes para as partes. O processo eletrônico teve de ser apressado pelos efeitos da pandemia e se tornou fundamental neste sentido para garantir agilidade e economia processual.


Espera-se que os avanços sejam efetivamente implementados no pós-pandemia, a fim de que não retornemos no caminho do desperdício de tempo, improdutividade e custos desnecessários. O Brasil precisa avançar, e evitar a burocracia deve ser uma missão de toda sociedade. O mundo jurídico sempre tradicional e conservador precisa dos sinais claros de que está apto e acessível para implantar as mudanças que são absolutamente necessárias.


Deste modo, vemos que nem tudo foi trágico e negativo neste período, tivemos lições importantes e ainda estamos aprendendo a lidar com elas, a verdade é que, em diversos setores e também no mundo jurídico, a pandemia nos mostrou uma nova maneira de realizar certas atividades.

Ana Jarrouge, Presidente Executiva do SETCESP

0 comentário

© 2023 por Equipe de TI do IT.