Trabalho sindical: as influências na vida profissional


Os sindicatos, são organizações de representação dos interesses dos trabalhadores, criadas para compensar o poder dos empregadores na relação contratual entre capital e trabalho. Dão início na primeira metade do século XIX, como reação as precárias condições de trabalho do passado e a remuneração a que estavam submetidos no modelo benéfico do capitalismo. 


Ao longo dos séculos, as classes obtiveram muitos avanços como instrumentos de afirmação dos interesses dos trabalhadores, empresas e poderes sindicais, nos quais destacam a redução gradual da jornada de 16 para 8 horas, na maioria dos países. Embora as inovações legislativas não aparentem ou evidenciem as conquistas sociais, tem-se a expectativa de que a atuação sindical seja fortalecida, e novos acordos sejam satisfatórios aos trabalhadores e empregadores. 


Para os empresários, a atuação nas entidades sindicais tem sido fundamental para a aproximação das duas realidades de trabalho, e também no auxílio para novas ideias, profissionalizações e amplo entendimento de ambas as partes na união de seus interesses de forma pacífica e humanizada. Abre também, a possibilidade de networking, além de uma vasta troca de experiências e aprendizados. 


Com isso, evidencio a importância do trabalho sindical na postura de um líder, partindo do princípio do total envolvimento nas pautas, e de como trazemos para nossas empresas. Um líder que passeia pelos dois lados, consegue ter uma visão mais crítica e detalhista, saindo do comodismo e indo para a ação. Acima de tudo, esse líder se preocupa com seus colaboradores, e traz essas discussões para o seu círculo, seja em lives ou em conversas particulares. 


O sindicato influencia o líder que se permite aprender, observar suas falhas e entender o que deve ser feito. Sempre com muito respeito, entendimento e permissividade de aprendizado. 


Lucas Scapini, Diretor Comercial do Grupo Scapini

0 comentário