TRC: estratégias sustentáveis para o meio ambiente


Nos últimos tempos, tenho notado que a sustentabilidade vem sendo um tema bastante abordado por diversos setores, incluindo o de transporte rodoviário de cargas (TRC). De acordo com o relatório publicado pelo Observatório do Clima em 2018, a frota de caminhões foi responsável por emitir a maior parte dos poluentes climáticos no Brasil no ano de 2016.


Ao passo que o segmento de transportes é o maior emissor dentro dos setores analisados, sendo responsável por 39% do total das emissões dos setores de Energia e Processos Industriais e Uso de Produtos (PIUP), é imprescindível que as transportadoras comecem a olhar com mais atenção para o tema sustentabilidade.


Todas as empresas, independente do tamanho, estão encarando este assunto em algum nível no momento, seja por pressão comercial de seus clientes ou por observar a posição de concorrentes e fornecedores. Sustentabilidade é uma palavra em voga há muito tempo e muitas empresas já entenderam que este é um caminho a ser seguido.


Pelo fato do TRC estar ligado à diversas atividades, tenho notado que existe uma pressão vinda de grandes multinacionais, passando para as empresas regionais, principalmente na área comercial a fim de aderir práticas mais sustentáveis na sua cadeia. Além, claro, da necessidade que as próprias corporações começam a observar internamente em adotar tais medidas. Por isso, deixo meu questionamento: o que você, empresa, está fazendo perante este assunto?


É preciso estar constantemente buscando a sustentabilidade em nossos negócios e serviços, por isso aqui na Ghelere Transportes nós temos diversas frentes sendo atacadas. Dentre elas, a que considero principal é a adoção do uso de diesel aditivado, estamos fazendo isso desde 2018 e assim temos melhorado nossa eficiência energética. Outro fator importante, é que em 2019 optamos por colocar defletor em todos os veículos Euro 5 – aqueles que utilizam Arla, do ano 2012 para frente, de modo que os mais antigos estão sendo substituídos gradativamente.


Ao mesmo tempo, por meio dos dados de telemetria, reduzimos a velocidade da frota e encontramos o ponto ideal. Além disso, gradativamente todos os pneus foram substituídos por modelos ecoeficientes. Já na parte administrativa, temos incansavelmente trabalhado na conscientização de nossos motoristas, para que eles possam compreender o papel deles, olhando tanto para a condução quanto para o comportamento pessoal. Com o certificado ISO 9001:2015, temos a necessidade de nos certificarmos que nossos fornecedores também contribuem para a cadeia de sustentabilidade.


Por fim, estamos buscando novas alternativas para melhorar ainda mais nossos processos, além de estarmos substituindo nossa frota por veículos novos e, portanto, mais eficientes. Deste modo, tenho observado que se cada transportadora fizer sua parte, caminharemos sempre rumo à evolução e teremos como consequência um mundo melhor para todos e um transporte mais eficiente.


Durante os 40 anos de empresa, nós nos deparamos com diversas dificuldades em tudo o que realizamos, porém todas foram superadas e saímos sempre melhores de cada obstáculo. Venho acompanhando que hoje não enfrentamos grandes barreiras ao buscar maneiras mais sustentáveis de trabalharmos. A cultura da nossa equipe é jovem e antenada, sendo assim, a preocupação da diretoria é apenas proporcionar a manutenção desta cultura e impulsionar a visão de manter-se sempre em movimento, na direção correta.


Eduardo Ghelere, Diretor Executivo da Ghelere Transportes

0 comentário