Vamos falar sobre o Dia Internacional da Não-Violência Contra as Mulheres?


No dia 25 de novembro de 1960, as irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas”, foram brutalmente assassinadas pelo ditador Rafael Leônidas Trujillo, da República Dominicana. O motivo? As três combatiam fortemente a ditadura naquela época.


Muito tempo após a repercussão, já em 1999, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas instituiu 25 de novembro como o Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher, gerando ações e reflexões ao redor do mundo.


No Brasil, os dados falam por si só. Segundo uma pesquisa do Centro de Atendimento à Mulher, 43% das mulheres em situação de violência sofrem agressões diariamente, e em 35% dos casos, a agressão é semanal.


Em média, a cada 11 minutos uma mulher é estuprada em nosso país, segundo dados alarmantes vindos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Sem contar os demais dados sobre assédio dentro e fora do ambiente de trabalho.


São muitas causas em um único dia, e precisamos refletir sobre elas. Mais do que nomear a causa, é hora de colocá-la em prática, de despertar a consciência, de se unir em prol de algo maior. Precisamos ser mais do que os rótulos impostos. E isso depende de nós.


Rafaela Cozar, Diretora de Gestão e Inovação da Roda Brasil Logística

0 comentário

© 2023 por Equipe de TI do IT.