As complexidades de lidar com uma carga refrigerada


Em conversa com minha amiga Jerssica Gral, coordenadora administrativa na Transportes Gral de Chapecó e membro da COMJOVEM, produzi esse artigo que propõe uma reflexão acerca de cargas refrigeradas.


Cargas refrigeradas, antes de tudo, são aquelas onde as mercadorias transportadas precisam de uma temperatura específica, sendo monitoradas durante todo o transporte. Devido a isso, exigem um cuidado especial, uma vez que se a temperatura estiver minimamente fora do indicado corre-se o risco de perder toda a carga. Sendo a norma NBR 14701/2001, em vigor desde 2002, a responsável por estabelecer diretrizes para a operação dessa logística.


Um recurso auxiliar para esse tipo de transporte, é a tecnologia de softwares e aplicativos que possibilitam um monitoramento preciso e em tempo real da temperatura da carga. Além da preferência por rotas curtas devido ao fator de perecibilidade das mercadorias refrigeradas.


Um dos desafios ao lidar com esse tipo de carga é justamente o controle da temperatura. Oscilações e até mesmo falhas podem ocorrer. O que necessita de uma resposta rápida da equipe para controlar a situação. Além da realidade da precariedade de muitas estradas brasileiras e os roubos de carga.


Outro fator ao lidar com esse tipo de logística que vale ressaltar é o seu custo superior comparado ao transporte convencional. A estrutura do baú sendo preparada para permitir o controle de temperatura é algo custoso, tanto quanto a manutenção e regulamentação do equipamento.


Apontado tudo isso, é importante a designação desse transporte à uma equipe especializada nesse tipo de carga. Com treinamento em operação e manutenção nos equipamentos de controle de temperatura, além da capacidade de gerenciamento de crise em relação a essa carga. E ainda, a organização de uma central que monitora toda a logística, tanto quanto a temperatura.


Sendo assim, concluo aqui com mais alguns fatores que necessitam de extrema atenção ao lidar com esse tipo de carga:


1 - Risco de contaminação: Devido a grande parte das cargas refrigeradas serem alimentícias, é de extrema importância todos os cuidados necessários para que evite qualquer tipo de contaminação da carga.


2 - Isolamento do condutor: A cabine do motorista não pode possuir nenhum contato com a carga, a fim de evitar qualquer tipo de contaminação ou algo relacionado a isso.


3 - Os veículos que transportam cargas refrigeradas, necessitam ter um termômetro permanente sempre calibrado e de fácil leitura.


4 - Evite paradas e longas pausas: Devido ao fator de perecibilidade das cargas, deve-se haver o empenho da entrega no menor espaço de tempo possível.


5 - Certificado de Vistoria: Os veículos que transportam cargas refrigeradas alimentícias necessitam do certificado, obtido depois de uma inspeção da autoridade sanitária competente.


Geovani Serafim, Fundador Presidente da Serafim Transportes & Logística

0 comentário