Cargas Perigosas: saiba os riscos deste transporte


O transporte abrange uma quantidade enorme de cargas, além de resvalar em todos os setores da economia. De cosméticos à alimentos. De brinquedos à animais. De cargas tecnológicas até cargas perigosas. É desta última que quero falar neste artigo. 


Antes de falar sobre movimentar cargas perigosas, acho importante conceituar o que são elas. Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), produtos perigosos são todos aqueles nocivos para o ser humano e o meio ambiente. São de origem química, biológica e radiológica, como por exemplo líquidos inflamáveis, material radioativo, substâncias corrosivas, entre outros. Englobam: gasolina, pesticida, pólvora e amônia. 


Para que uma empresa seja apta a transportar cargas deste tipo, é preciso a apresentação de uma série de documentos tanto do motorista que efetuará o transporte, quanto da carga em si. É necessário que esta esteja identificada de acordo com os moldes de regulamentação e classificação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). 


Licença de Funcionamento, ficha de emergência, requisição do transporte e ficha de monitoramento da carga, são alguns dos requisitos para não ser multado pela ANTT e ainda acabar com a carga apreendida. São medidas de segurança vitais para que tanto o receptor quanto o transportador façam todo o trâmite na mais completa tranquilidade e segurança. 

Existe uma série de cuidados e considerações que precisam ser tomados ao fazer este tipo de serviço. Listo alguns deles a seguir: 


Envoltório da Carga

O invólucro da carga é um aspecto fundamental a ser pensado antes de efetuar o transporte. Cada produto requer uma embalagem com características diferentes, além de ser necessário marcações específicas para identificar a carga como cor da embalagem e símbolos previamente estabelecidos pela ANTT. 


E.P.I

Esta é uma medida para todos que terão qualquer tipo de contato com a carga, nem que seja meramente visual. O uso de Equipamentos de Proteção Individual (E.P.I) varia, assim como a embalagem, de carga para carga. Geralmente, é exigido o uso máscaras e luvas para o manuseio e transporte do produto.


Rotas

Não são todas as rodovias e estradas em que o transporte desse tipo de carga pode ser feito, como forma de diminuir a quantidade de locais sujeitos a acidentes envolvendo caminhões munidos de produtos nocivos à saúde e ao meio ambiente. É necessário checar as especificidades de cada município e estado, uma vez estabelecida a rota a ser percorrida.

Andre de Simone, Membro do conselho administrativo da Transita Transportes Ltda

0 comentário

© 2023 por Equipe de TI do IT.