Transporte de Cargas: a tecnologia como agente transformador



Segundo dados do Instituto de pesquisas Supply Chain sobre gerenciamento da cadeia de suprimentos em 2019, 64% dos executivos pensam que o big data e seus conceitos terão um poder ímpar que poderá dinamizar o setor do Transporte a longo prazo. Esse estudo também constatou que 98% das empresas de logística e 93% dos embarcadores acreditam que a tomada de decisões rápidas e assertivas é essencial para o bom desempenho da cadeia de suprimentos.


Esses dados foram extraídos de um artigo muito interessante que encontrei no Transmetics Blog. A tecnologia está revolucionando a forma como as empresas de transporte entregam, e com isso trago alguns conceitos para vocês em cinco tendências de tecnologia e inovação para o setor de caminhões. Entre eles, estão:


1. Veículos elétricos e autônomos

Todos nós já ouvimos algo a respeito de veículos elétricos e autônomos, mas a tecnologia é real e está mais próxima do que imaginamos. Se falássemos para alguém há 20 anos que teríamos caminhões sem motorista ou movidos a eletricidade nas estradas eles com certeza teriam rido. Mas essa é a realidade de agora e está quase pronta para mudar para sempre o setor de caminhões.


Você provavelmente já ouviu falar sobre a Tesla e seus veículos elétricos, mas existem muitas outras empresas como Nikola, Einride ou mesmo gigantes como Daimler e Volvo trabalhando para desenvolver os caminhões do futuro. Essas inovações incluem desde recursos de segurança até dispositivos para melhorar a eficiência dos veículos, dando mais autonomia e reduzindo custos operacionais.


2. Platooning – a inovação dos caminhões

Algumas empresas criaram um método denominado de Platooning capaz de gerar economia de combustível e maior segurança. Este tipo de plataforma permite que um grupo de caminhões se organize em formações controladas por computadores conectados entre si, onde um veículo segue o outro na estrada a uma distância calculada de tal maneira que se aproveita a resistência do vento, gerando economia de combustível de 4,5% a 10% por veículo.  


Tudo isso é possível através da telemetria, que é o envio, o recebimento e o armazenamento de informações através de dispositivos de telecomunicações usados para controlar objetos remotos, como os caminhões.


3. IoT – Internet das Coisas

É fácil perceber porque a Internet das Coisas (IoT) está causando tanto impacto positivo no transporte: melhor rastreamento de localização, melhor percepção do ambiente e dados dos veículos, melhor gerenciamento de frota e tomada de decisões, ou seja, inúmeras oportunidades de melhoria.


A IoT permite que com alguns dispositivos instalados, veículos e equipamentos possam compartilhar dados ativamente. Uma rede de sensores montados em todo o caminhão pode monitorar tudo, desde a pressão dos pneus até as condições da carga. Essa troca de informações pode melhorar drasticamente o gerenciamento da cadeia de suprimentos e minimizar a quantidade de intervenção humana necessária em qualquer situação.


4. Big Data – Analisando os dados

O Big Data combinado com a Inteligência artificial, permite às empresas prever perspectivas altamente precisas e otimizar processos proativamente. Neste contexto, informações exatas e análise de dados em tempo real podem revolucionar a cadeia de suprimentos e empresas de logística e transporte no futuro.


No entanto, para usar o Big Data de maneira efetiva, as empresas precisam garantir que os dados em si sejam de boa qualidade, o que normalmente não acontece na pratica. Porém, o uso de algoritmos de Inteligência Artificial pode ajudar a tratar os dados, melhorando significativamente a qualidade dos mesmos.


5. Elemento humano – Pessoas fazem a diferença

Durante décadas, foi o elemento humano ao volante que garantiu que as mercadorias chegassem com segurança ao seu destino. Sem dúvidas, os motoristas continuarão a desempenhar um papel importante no transporte rodoviário, mas veremos que o motorista do futuro precisará evoluir para acompanhar o rápido avanço tecnológico do setor.


Os caminhões estão cada vez mais modernos e conectados, e se faz importante que os profissionais da área enxerguem isto como uma oportunidade, pois todas estas novas tecnologias tendem a melhorar a vida na estrada e tornar esta atividade mais segura.


Marcos Teixeira, Diretor da Costa Teixeira Logistics

0 comentário